Total de visualizações de página

domingo, 27 de março de 2011

TATUAGEM - A ARTE NA PELE





                         TATUAGEM A ARTE NA PELE 
                                      Por Nicéas Romeo Zanchett 
              A tatuagem é antes de tudo uma forma de exibicionismo para o sexo oposto. 
             É na natureza que podemos identificar as mais diversas formas de exibicionismo para chamar a atenção na busca de uma parceira para o acasalamento. O pavão abre sua cauda em leque multicolorido para  atrair a fêmea. O Galo da Serra, infla o peito e abre sua linda plumagem para impressionar  sua parceira. 
            Os seres humanos buscam na tatuagem, além do exibicionismo, uma forma de expressão do seu interior tatuando o corpo com desenhos que traduzem sua maneira de viver e amar.
             No mundo inteiro a tatuagem é bastante praticada e divulgada por pessoas famosas. 
             A tatuagem vem, cada vez mais, tomando conta da pele dos brasileiros. Musas da TV e dos Palcos, médicos, advogados, jornalistas, juízes renomados, homens e mulheres na terceira idade, também possuem suas tatuagens.  Alguns fazem questão de mostrar, outros as mantém apenas para deleite de seus parceiros íntimos. 
            Ao contrário do que muita gente pensa, a tatuagem não teve origem com os marinheiros dos diversos cais de portos do mundo.  Arqueólogos descobriram configurações em múmias no Chile e Egito.  Otamanos, mongóis e brâmanes adotavam tatuagens para designar valentia, autoridade ou submissão. Nas Minas de pólvora da China e Caiena, na Guiana Francesa, as partilhas quentes que incrustravam a pele dos mineiros representavam força de trabalho e coragem.  Meninos em tribos asiáticas provocavam  cicatrizes quando se tornavam caçadores, e as mulheres também se tatuavam quando pariam pela primeira vez. 
           O significado da grafologia e simbologia usados nos desenhos é tão extenso quanto a própria criatividade. 
           Para o povo asteca, a borboleta significava a concretização da evolução do ser. Hoje se associa à liberdade, à natureza ou a transformação.
            No Oriente, um dragão ou cobra com asas representa uma imagem sagrada. Quando Confúcio avistou  Lao Tsé, pai do taoismo, sobre uma montanha chinesa, exclamou: "eis o Dragão, o Senhor do Conhecimento." Já na Europa este símbolo é relacionado a um objeto fálico e narcisista. 
            A representação das diversas pinturas varia conforme a experiência e imaginação das pessoas. Tudo é uma questão de expressão daquele momento e por isso muitos jovens se arrependem de determinado desenho quando seu conhecimento e experiência de vida evoluem. Muitos tentam apagar e outros buscam formas de mudar seu desenho, tentando adaptá-lo aos seus atuais sentimentos. 
              Nas academias de ginástica, nos esportes e em todas as praias da costa brasileira pode-se apreciar um verdadeiro batalhão de jovens exibindo os mais diversos motivos pintados em seus belos corpos bronzeados. 
              A irreversibilidade dos desenhos é uma questão importante que precisa estar na mente de quem vai ser tatuado. Hoje existe  a tatuagem descartável criada com tintas hidro- cores sobre as quais é passado um verniz que resiste a muitos banhos.  É ideal para quem quer ter sua primeira experiência com esta arte  na própria pele. 
            Quando se fala em tatuagem, a primeira pergunta que nos vem é: dói muito?  A dor é o ingrediente que leva muitos jovens a desistir dessa experiência. Muitos profissionais utilizam-se de diversos artifícios para amenizar este sofrimento. Pomadas anestésicas, música ambiente, paredes cheias de Posters e até potentes refletores que visam distrair o consciente do tatuando, são utilizados.
            A decoração de um ateliê de tatuagem é muito especial. Alguns chegam parecer uma caverna cheia de mistérios. Entrar em um ateliê de tatuagem repleto de fotos, quadros e álbuns é um a verdadeira viagem ao imaginário. Os incríveis desenhos das paredes fazem uma verdadeira lavagem cerebral. Os olhos passeiam pelos posters do teto ao chão, pelo corpo multicolorido do tatuador e pela luz ambiente. A cabeça começa a girar e o coração dispara. O medo vai pouco-a-pouco se transformando em ansiedade e curiosidade. 
             Um bom tatuador é antes de tudo um bom desenhista. Tatuagem não tem rascunho e um simples ponto, uma curva errada ou um pequeno deslize pode transformar um camaleão em um dragão, um colibri em uma águia, um peixinho num tubarão. 
Qual é o desenho ideal? Essa pergunta só pode ser respondida por quem vai ser tatuado. É preciso pensar muito antes de decidir para não haver precoce arrependimento. Os diversos catálogos disponíveis nos ateliês podem ajudar muito. Outra sugestão é nunca começar com uma tatuagem grande. Uma simples borboletinha pode leva-la a sentir qual é o seu verdadeiro sonho. 
Nicéas Romeo Zanchett 

3 comentários:

  1. Muito bem descrito sobre o tema... adoro tatuagens, tenho varias pelo corpo e adoro essa arte...

    ResponderExcluir
  2. sou contra. Deus lhe fez como obra de arte e não como "tela".

    ResponderExcluir
  3. mas na biblia não tem nem um relato forte que não pode se fazer ou não tatuagem, mas claramente diz que não pode se riscar a pele em idolatria a nada, simplesmente temos que saber o que tatuar, o que escrever...tatuagem, alargador piercing não define salvação e sim a fé que vc tem...doq ue adianta todos olharem vc como um homem de Deus sendo que seu coração e impuro...desculpa nada a ver o que vc falou!!
    mas logico não vamos fazer nada que nos escandalize e que nos torne o centro das atenções!!

    ResponderExcluir